Coronavírus: Pessoas com deficiência devem evitar

Coronavírus - Dicas para as pessoas com deficiência visual

Com a atual pandemia global causada pelo surto do Coronavírus (COVID-19) a Mais Autonomia trouxe dicas baseadas nas recomendações feitas pela ABDV (Associação Brasiliense de Deficientes Visuais). No entanto, atente-se também as próprias informações que as autoridades vêm publicando nas últimas semanas.

O novo Coronavírus e sua ameça

Coronavírus é uma família de vírus que pode ocasionar diversas doenças. Sabe-se que a maioria dos Coronavírus causam infecções respiratórias. Por exemplo, como a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS) e a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS).

O que é o COVID-19?

De forma geral, o COVID-19 é uma doença infecciosa e seu principal meio de transmissão são as gotículas que se espalham quando uma pessoa que possui o vírus tosse ou exala.

As gotículas ficam estacionadas em superfícies e o contágio se dá quando outras pessoas pegam ou tocam essas superfícies e depois tocam em seus olhosnariz ou boca.

O contágio também pode ocorrer ao respirar as gotículas de uma pessoa ao tossir, que tenha o vírus. Portanto, a recomendação é ficar a mais de 1 metro e meio de uma pessoa doente.

Principais dicas para pessoas com deficiência evitarem o contágio

 

A Associação Brasiliense de Deficientes VisuaisABDV, trouxe alguns cuidados e alertas para as pessoas com deficiência visual, por exemplo, os cuidados pessoais, em tempos da pandemia do novo Coronavírus. Por diversas razões, podemos entender que as pessoas com deficiência visual, estão enquadradas no grupo de risco, por estarem mais vulneráveis, principalmente pela falta da informação visual, como:

  • Maior dificuldade na lavagem das mãos, de acordo com a técnica correta de higienização;
  • Uso da bengala, que muitas vezes não é higienizada adequadamente;
  • Contato direto com outras pessoas, que os auxiliam nas atividades diárias;
  • Utilização frequente das mãos, principal meio de contaminação;
  • Grupos que na maioria das vezes, utilizando o tato. Além disso, ressaltando o grande número de pessoas com deficiência visual, que trabalham com massagem;
  • A deficiência visual, muitas vezes está associada a doenças crônicas.

Outras dicas para pessoas com deficiência visual

  • Lavar bem as mãos e punho, de preferência com sabonete, depois
    utilizar o álcool 70%.
  • Higienizar sua bengala é essencial, com água e sabão, além do álcool.
  • Ao receber ajuda, segure-se no ombro da outra pessoa, para evitar áreas que possam estar contaminadas.

Saiba se proteger e além disso, proteja os outros!

O auto-cuidado é a arma mais potente que você tem nas mãos!

Subir
Precisa de ajuda?