27 de junho: Dia Internacional das Pessoas Surdocegas

WhatsApp Image 2019 06 28 at 13.12.24 300x300 - 27 de junho: Dia Internacional das Pessoas Surdocegas

O dia Mundial da Surdocegueira é comemorado em 27 de junho. A data faz referência ao nascimento de Helen Keller, escritora e ativista social americana. Com a ajuda de sua professora Anne Sullivan, mostrou ao mundo as possibilidades do ser humano ultrapassar barreiras. Ela se tornou a primeira pessoa surdacega a conquistar um bacharelado.

Segundo o Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revisto em 2017, existem no Brasil mais de 6 milhões de pessoas com deficiência visual.

Conheça algumas curiosidades e comunicação com pessoas surdocegas:

A falta de conhecimento e informação sobre a deficiência e os inúmeros desafios superados, causam espanto e admiração, afinal, nem todo mundo sabe como de fato acontece as diversas formas de comunicação e a sua importância.

As pessoas surdocegas usam línguas de sinais de seu país – A Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) é só no Brasil. O principal recurso de acessibilidade para a pessoa com surdocegueira é o “guia intérprete”.

Tipos de Surdocegueira: Cegueira Congênita e Surdez Adquirida; Cegueira e Surdez Adquiridas; Surdez Congênita e Cegueira Adquirida; Baixa visão com Surdez Congênita ou Adquirida; Cegueira e Surdez Congênita.

Comunicação: Existem casos em que a pessoa adquire uma Língua antes de tornar-se surdocega; neste caso, dizemos que é um surdocego pós linguístico, como por exemplo, se a pessoa nasceu surda, sua a primeira língua aprendida é a dos sinais (LIBRAS, aqui no Brasil). Ainda para pessoas que fazem uso de Língua de Sinais, se a pessoa tem o campo da visão reduzido, o guia intérprete fará os sinais em um determinado campo limitado onde este surdocego consiga visualizar.
Braille: é um recurso utilizado por pessoas com cegueira ou deficiência visual para desenvolver a escrita e a leitura pelo tato. Para tanto são usados recursos materiais como: reglete, punção, máquinas Braille e soroban e atualmente a tecnologia da Linha Braille.

Alfabeto Dacticológico: é o uso do alfabeto manual utilizado pelos surdos. O interlocutor faz a letra na palma da mão da pessoa surdocega.

Tablitas de comunicação: é um meio de comunicação feito de plástico resistente com letras em relevo, números ordinários e caracteres em braille. A pessoa com surdocegueira coloca o dedo indicador nas letras estabelecendo a comunicação.

CCTV: é um ampliador de imagens que visa auxiliar a pessoa que tem um resíduo visual muito pobre a ler e escrever, o CCTV amplia em até sessenta vezes o tamanho da figura.

Tellethouch: Este aparelho tem teclado de uma máquina braille e um teclado normal. O teclado braille assim como o teclado normal levantam na parte de trás do aparelho uma pequena chapa de metal, a cela braille, uma letra de cada vez. Ao interlocutor do surdocego basta saber ler. Sabendo ler pressionará as teclas normais da tellethouch como se estivesse redigindo um texto escrito qualquer.

Escrita em letras de forma: Neste caso, é preciso que o interlocutor conheça as letras maiúsculas do alfabeto. O dedo indicador funciona como uma caneta e o interlocutor escreve na palma da mão do surdocego.

Tadoma: A pessoa surdocega deve ter conhecimento da língua oral e então, coloca uma das mãos na face do interlocutor próxima à boca para então fazer a “leitura” da articulação das palavras e sentir também a vibração dos sons. É preciso muito treino e prática da pessoa surdocega para estabelecer comunicação utilizando este método. O método também é chamado como “leitura labial tátil”, na qual a pessoa surdocega sente o movimento dos lábios, bem como as vibrações das cordas vocais, o movimento das bochechas e o ar quente expelido pelo nariz para a produção de sons nasais, como ‘N’ e ‘M’, criado pela professora norte-americana, Sophia Alcorn.
Saiba como se comunicar com a pessoa surdocega

É muito importante que, para melhor locomoção e segurança, o surdocego passe por treinamentos chamados de Programas de Orientação e Mobilidade (O.M) que também são válidos para pessoas com cegueira congênita ou adquirida, tendo como principal característica o uso da bengala.

Pergunte como deve se comunicar com o surdocego ao seu guia ou acompanhante.
Ao chegar perto de uma pessoa com surdocegueira toque-o levemente nas mãos para sinalizar que está ao seu lado ou espere ser anunciado.

Muitas vezes, a principal barreira é a atitude em relação às pessoas com deficiência. Por isso, tenha paciência para lidar com as particularidades e se comunicar com uma pessoa surdocega.

Fonte: Ministério da Educação e da Cultura.
Saberes e Práticas da Inclusão.

0 comments on “27 de junho: Dia Internacional das Pessoas SurdocegasAdd yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir
Precisa de ajuda?